Condomínio On-line

Departamento de Administração

A empresa prepara-se continuamente para o mercado, considerando a legislação vigente e aperfeiçoando a técnica para identificar e atender às necessidades dos clientes. Neste departamento destacamos alguns serviços:

  • Organização do evento da entrega das chaves;
  • Instituição do condomínio;
  • Eleição do Síndico e Organização do quadro de Gestão;
  • Inscrição no CNPJ/MF;
  • Abertura de conta bancária;
  • Estudos para a previsão orçamentária e implantação da taxa condominial, primando pela racionalização dos gastos;
  • Orientação para a aquisição de materiais;
  • Cadastro de profissionais e empresas;
  • Serviço de entrega e recebimento de documentos;
  • Seleção de empresas terceirizadas para prestação de serviços de limpeza, zeladoria e vigilância;
  • Elaboração e Registro da Convenção e Regimento Interno;
  • Convocação e Participação em Assembléias; confecção de atas;
  • Cadastro de condôminos;
  • Contratação e controle do seguro obrigatório;
  • Gestão de contratos de manutenção e fornecimento de materiais.

Departamento Financeiro

A escassez de recursos do Condomínio, frente às ilimitadas necessidades, faz com que, cada vez mais, se procure otimizar a arrecadação. A elaboração de um orçamento prévio permite racionalizar a utilização dos recursos.

A complexidade do mundo atual atenta para a necessidade de adotar tecnologia instrumental e intelectual a fim de bem gerir as contas do Condomínio.

Com o conhecimento da situação condominial e assessorado pela Administradora, é possível analisar e resolver a maioria dos problemas operacionais.

Previsão orçamentária e taxas condominiais

O Síndico deverá apresentar à Liderança Administradora de Condomínios, até o dia quinze de cada mês, as informações referentes às despesas não programadas e necessárias aos cálculos da taxa de Condomínio, conforme segue:

a) discriminação das despesas a serem rateada;
b) rateios discriminados com valor total e número de parcelas aprovadas em assembleia;
c) seguro (anexar cópia da apólice);
d) multas;
e) o valor do consumo de gás, caso a leitura seja feita pelo Condomínio.

As taxas são processadas dentro de cinco dias úteis, a contar da entrega das informações. O mesmo procedimento é adotado com a folha de pagamento.

Pagamento de contas

O Condomínio pode optar por contar com os serviços de malote para pagamentos. Para tanto, deve planejar esse serviço juntamente com o Departamento Financeiro da Liderança Administradora de Condomínios.

Demonstrativo financeiro

Para confeccionar o demonstrativo financeiro, o Síndico deverá entregar a documentação completa após o último dia do mês, devidamente conferida e rubricada e os extratos de conta corrente consolidados, da conta poupança, aplicações financeiras e outros. Os canhotos dos cheques devem ser anexados às notas fiscais. A Liderança Administradora de Condomínios entregará o demonstrativo financeiro em até 15 dias, contados a partir da data de entrega da documentação completa. A documentação incompleta será devolvida ao Síndico para que este providencie a complementação, e o novo prazo de entrega será contado a partir da data em que a documentação estiver regularizada. As anotações que se fizerem necessárias ao demonstrativo financeiro devem ser formalizadas, datadas e assinadas pelo Síndico do Condomínio. Os boletos bancários, o demonstrativo financeiro e a folha de pagamento devem ser entregues devidamente protocolados.

Procedimentos de controle da Inadimplência

A inadimplência tem sido motivo de preocupações em todos os Condomínios. Este fato, além de causar transtornos aos gestores, aumenta os custos de administração, tendo em vista que os juros e a multa cobrados do devedor estão, por imposição legal, muito abaixo do que é cobrado pelo atraso das contas do Condomínio. Sendo assim, a tolerância máxima deverá ser de 30 dias de atraso após o vencimento, vencido esse prazo, deverão ser acrescidos aos valores devidos, além de juros e multa, honorários de cobrança extrajudicial e o devedor deverá comparecer na Administradora para quitar as cotas em atraso. O adquirente de unidade responde pelos débitos do alienante, em relação ao Condomínio, inclusive multas, juros moratórios ou quaisquer outras despesas advindas deste débito.

Departamento de Recursos Humanos

Seleção e contratação de empregados

A Consolidação das Leis do Trabalho – CLT–, no art. 3o, considera empregado "toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual a empregador, sob a dependência deste e mediante salário". Embora o condomínio não seja empresa, assume, na qualidade de empregador, os riscos da atividade de seus empregados, que, a exemplo de qualquer outro, tem seus direitos estabelecidos.

A escolha dos empregados é de responsabilidade do Síndico, porém, quanto à criação de cargos, deve ser consultada a Convenção Condominial, caso esta seja omissa ou se oponha, tal decisão deve ser aprovada em Assembleia Geral com quorum especial, ou seja, 2/3 do total das frações ideais, e ainda considerar a Convenção Coletiva da Categoria. Em qualquer condomínio os cargos comumente exigidos são: zelador, vigia, porteiro e faxineiro.

Folha de pagamento

As informações para a confecção da folha de pagamento dos empregados do condomínio devem ser enviadas à administradora até o dia vinte de cada mês. Essas informações compreendem: Folha Ponto, Requisição de vale transporte, faltas (justificadas e injustificadas), horas extras, recibos de pagamento à autônomos.

Férias

O trabalhador assalariado tem direito ao gozo de férias, após doze meses de trabalho. Por isso, anualmente, é organizada a escala de férias dos empregados. O calendário é programado de forma a possibilitar a substituição de qualquer funcionário ausente, sem prejuízo dos serviços diários.

Ao organizar a escala de férias são observados os dispositivos legais, tais como:

a) avisar ao funcionário com antecedência de trinta dias;
b) o funcionário pode converter dez dias em espécie, os vinte dias restantes devem ser reservados ao gozo (o recebimento em espécie deve ocorrer dois dias antes do início das férias).

Programas de Saúde do Trabalhador

O condomínio deve cumprir às Normas Regulamentares NR-7 e NR-9, que tornam obrigatório a apresentação de Atestado Médico para admissão, demissão, periódico de retorno ao trabalho.

Essas normas determinam ao condomínio que possui empregado a obrigatoriedade de implantar o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA, o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional – PPMSO e o Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP. Para isso, deve obter um laudo emitido por profissionais da área de medicina do trabalho.

Para atender a tal exigência legal, a Liderança Administradora de Condomínios, mantém um cadastro de empresas de Saúde Ocupacional, indicando e viabilizando o credenciamento junto a clínica, sendo o contrato firmado entre o condomínio e a clínica credenciada.

Departamento de Síndico Profissional

O principal papel do Síndico é representar o condomínio. A sua atuação equipara-se a do administrador de empresa, com limites previamente determinados pela legislação, convenção condominial e decisões da assembléia de condôminos.

A gestão condominial é facilmente avaliada a partir dos atos praticados pelo Síndico: execução das deliberações das assembleias; otimização dos recursos materiais, humanos e serviços;estado de conservação predial;e apresentação documental de relatórios Demonstrativos Financeiros, que indicam a lisura no desempenho da função.

A principal vantagem da administração condominial exercida por Síndico profissional, além da economia decorrente da administração pautada na organização financeira, sem sobressaltos e cotas extras, é a impessoalidade, que reduz abusos de autoridade ou problemas de relacionamento, pois o tratamento é formal, não envolvendo emoções, o que não ocorre quando o Síndico é também condômino. O condomínio funciona como se fosse uma empresa, as pessoas conhecem as regras contratuais que estabelecem os dias e horários para atender aos condôminos, excetuando-se os casos de urgência.

O Síndico condômino envolve-se mais diretamente com seus vizinhos, até mesmo pela proximidade e facilidade de acesso, isso se observa também com os empregados. Já o Síndico profissional, está afastado dos problemas e pode analisá-los mais friamente, as ações são tecnicamente embasadas em dados formais e históricos, com o conhecimento que permite segurança e liberdade de ação.

Com a contratação do Síndico profissional os condôminos contam com um prestador de serviços, o que mantém uma relação mais profissional, cabendo aos moradores a responsabilidade de acompanhar o trabalho, cobrando a aplicação da Convenção e do Regimento Interno, assim como o cumprimento das decisões da assembléia condominial.

Pela experiência e por prestar serviços a outros condomínios, o Síndico profissional consegue negociar mais facilmente com prestadores de serviços pois, teoricamente, se preparou para discutir preços, está mais acostumado a pesquisar produtos, serviços e mão-de-obra, tem conhecimento técnico para controlar as finanças e trabalhar com planejamento orçamentário.

O Síndico profissional está mais preparado para corresponder às responsabilidades e exigências da gestão, já que o seu tempo é dedicado a esta atividade.

Em caso de má gestão, o Síndico profissional pode ser afastado definitivamente, sem constrangimentos, não ocasionando o trauma e indisposição entre vizinhos, como ocorre nos casos de destituição do Síndico condômino.

O Síndico profissional busca trazer tranqüilidade aos condôminos em relação ao cumprimento da Convenção, do Regimento Interno e da legislação vigente, trabalhando com impessoalidade e transparência. Representa uma evolução na atual administração condominial, que prima cada vez mais pela especialização na prestação de serviços.

Condomínio on-line

O "Condomínio on line" é uma ferramenta útil e prática para acessar os documentos de seu apartamento através do site da Liderança. Os dados deverão ser inseridos na pagina principal da Liderança, e o Login e Senha para acesso vêm impressos no boleto da taxa condominial.

Esta funcionalidade permite ao condômino acessar os documentos de seu condomínio, tais como editais, atas, boletos, demonstrativos mensais, convenção de condomínio, regimento interno, etc.

Acesse a ferramenta clicando aqui.